Para a maioria das pessoas ainda não esta claro o que é yoga, podendo ser visto como religião, filosofia, remédio, ginastica. O Professor Hermogenes, um dos responsáveis pela difusão do yoga no Brasil nos últimos 50 anos, cita as definições encontradas na BhagavadGita – “equanimidade na vitória e na derrota; habilidade e eficiência na ação; o supremo segredo da vida; aquilo que gera indizível felicidade; serenidade; e o que extingue a dor” ( Revista Super Interessante, Ano 15, N. 6, junho de 2001, pp.52-58, Editora Abril,SP).

Yoga é tudo isso e mais, a palavra Yoga vem do sânscrito e significa união, em referencia ao equilíbrio entre o corpo, a mente e a essência do ser humano e por tratar da relação entre mente e corpo é fundamentalmente pratico. Muitos são os benefícios proporcionados por sua pratica, por exemplo, yoga promove melhora no bem estar psico-energético e na qualidade de vida sob os aspectos físico, emocional, intelectual, social e espiritual (Baptista, M.R.; Dantas, E.H.M., 2002).

Yoga vem se mostrando eficiente e eficaz na promoção do bem estar geral do praticante (Santos e outros, 2007) e tem baixo custo e bons resultados em curto espaço de tempo. Martins e outros (2007) mostraram que com três meses de utilização sistemática essa pratica promoveu importantes melhorias na saúde física e psíquica colaborando para a produtividade e do bem estar de servidores.
Pinheiro e outros (2007) comprovaram a pertinência do uso do yoga como recurso complementar não farmacológico no tratamento da hipertensão arterial. Rocha (2012) atestou a redução de 50% a menos de cortisol – hormônio associado ao problema do estresse – nos praticantes de yoga. Vorkapic (2012) concluiu que há melhora significativa dos sintomas relacionados ao pânico, e eficácia no tratamento de transtornos de ansiedade derivados da pratica do yoga. Baptista (2005) verificou que yoga é uma atividade promotora da função respiratória de pessoas idosas.
Os estudos citados mostram que yoga é para todas as pessoas, “ninguém precisa ser flexível, jovem ou atlético para praticar yoga, mas sim aberto às possibilidades para uma vida mais completa e saudável”.

Referencias
Baptista, M.R.; Dantas, E.H.M.. Yoga e o Controle de Stress. Fitness & Performance Journal, Rio de Janeiro, V.1, N.1, p.12-20, 2002
Baptista, Marcio R.. Alteração na Função Respiratória de Idosos, induzidas pela Pratica do Yoga. Corpus et Scientia, 1 (1). P.17-29, 2005.
Martins, M.J. e outros. Yoga na promoção da QVT. VI Encontro de Extensão, UFSCar, 2007.
Pinheiro, C.H.J. e outros. Uso do ioga como recurso não farmacológico no tratamento da hipertensão arterial essencial. Revista Brasileira Hipertens, Vol.14 (4) p. 226-232, 2007
Santos, M.S. e outros. Yoga – mudança pessoal e social. VI Encontro de Extensão, UFSCar, 2007
Vorkapic, C.F. O Efeito do yoga na Redução da Sintomatologia de Pacientes com Transtorno de Pânico. Revista Brasileira de Medicina de Familia, V.7, 2012.

Por Edinice Mei Silva